terça-feira, 15 de abril de 2014

Agente de trânsito é assassinado

CASCAVEL
aaa
A vítima caiu em uma calçada da Rua Coronel José Barros, depois de ser atingido por vários disparos de pistola calibre Ponto 40
FOTO: NAVAL SARMENTO
A Polícia Civil continua as buscas para localizar os acusados de matar um agente de trânsito no Centro de Cascavel, na noite da última segunda-feira. Segundo a Polícia, José Rogério Silva de Almeida, 54, estava fazendo caminhada quando parou para amarrar o cadarço do tênis e foi abordado pelos executores.
Disparos
O inspetor Luís Girão, da Delegacia Municipal de Cascavel, disse que a vítima caiu em uma calçada da Rua Coronel José Barros, depois de ser atingido por vários disparos. A equipe da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) que esteve no local constatou 12 perfurações, de pistola calibre ponto 40, no corpo da vítima. Luís Girão contou ainda, que logo após os disparos os criminosos fugiram em um automóvel Gol.
Por enquanto, o paradeiro dos suspeitos permanece desconhecido. "As diligências já foram iniciadas. Juntamente com a PM, estamos em busca de informações que possam levar aos culpados", afirmou o inspetor de Polícia Civil.
A motivação do caso não foi esclarecida. Populares informaram que o agente de trânsito não aparentava ter inimigos e nem envolvimento com crimes.

TJCE investiga suposta venda de habeas corpus nos plantões

POR R$ 150 MIL

Denúncia envolveria desembargadores, advogados e servidores públicos durante plantões do Judiciário

tjce
Segundo o presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, existem indícios de que uma rede organizada atua para obter ordem de liberdade durante os plantões de fim de semana do Poder Judiciário Estadual
FOTO: KIKO SILVA
Uma rede organizada estaria atuando no Sistema Judiciário cearense com a finalidade de conseguir a soltura de criminosos durante os plantões do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) nos fins de semana e feriados. A denúncia foi feita pelo presidente do Poder Judiciário Estadual, Luiz Gerardo de Pontes Brígido, em entrevista à TV Diário.
Dois desembargadores, além de advogados e servidores públicos, estão sendo investigados. Os habeas corpus custariam, segundo Brígido, até R$ 150 mil, pagos para o servidor corrupto. "A palavra esquema é muito forte. Temos indícios de que há uma rede organizada para conceder liminares criminais. É triste reconhecer, mas isso existe", disse Brígido.
Habeas corpus
A denúncia do TJ se baseia na quantidade de pedidos de soltura observados em momentos distintos. Em dias normais, o TJ costuma receber 15 pedidos. Nos fins de semana e feriados, aponta o Tribunal, o número sobe para uma média de cerca de 70 pedidos de habeas corpus, gerando grande movimentação de advogados para serem atendidos por apenas um desembargador. Essa movimentação de advogados levantou as suspeitas do TJ, que aprovou em sessão do Órgão Especial, na última quinta-feira (10), a realização de um mapeamento das movimentações dos plantões dos últimos três anos até os dias atuais. "Dois desembargadores estão sendo investigados. Há também elementos que incriminam servidores públicos, advogados, e temos indícios de um ou dois membros do Ministério Público", ressaltou o presidente do Tribunal de Justiça.
Brígido enfatizou que os resultados da investigação poderão demorar a aparecer, bem como o nome dos envolvidos. "É uma investigação difícil de ser feita, são poucas as colaborações, até por receio, por medo. Esses grupos de traficantes são perigosíssimos, agem por meio de ameaça. É uma investigação lenta, dentro da ponderação, da prudência", disse. Os nomes dos investigados não foram divulgados, segundo Brígido, para não atrapalhar os trabalhos. "O Tribunal está trabalhando para resolver isso", afirmou Brígido.
O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, afirmou que, se comprovada a participação de advogados conforme as denúncias feitas, a Ordem irá puní-los, podendo até expulsá-los. "Se consumando essa investigação, apontando nomes de advogados, a Ordem, como é um órgão federal responsável pela punição, investigação e acompanhamento da atividade, irá punir, inclusive com a expulsão, se for o caso", disse Monteiro.
Graves
Valdetário afirmou, também, que a OAB-CE ainda não foi comunicada oficialmente da participação de algum de seus membros nas supostas práticas delituosas. "Não recebemos nada de modo formal nem do TJ, nem do CNJ, o que obriga a OAB a ter uma cautela maior. Mas são muito, muito graves os fatos levantados e precisam de uma atenção toda especial. Estamos falando do TJ, que é a instância máxima dentro do nosso Estado, na maior Justiça, que é a comum. Levantar-se a suspeita de que desembargadores estavam vendendo decisões que deveriam ser tomadas pura e simplesmente por convencimento doutrinário, jurisprudencial, de consciência, é tornar o próprio Poder Judiciário suspeito, e isso precisa ser esclarecido e pessoas punidas", afirmou o presidente da OAB.
Procurador
A reportagem entrou em contato com o procurador Geral de Justiça, Ricardo de Holanda Machado, mas até o fechamento desta matéria o telefone estava na caixa de mensagens.
Consultamos a Assessoria de Comunicação do Conselho Nacional de Justiça sobre os processos em andamento sobre o caso na Instituição. Por e-mail, o órgão disse que ainda não tinha informação a ser repassada acerca da investigação.
Levi de Freitas
Repórter

Bandidos fazem tenente do Exército e família reféns

JOSÉ WALTER
polcia
O Gol e a moto foram interceptados pelos policiais, na Rua Guará, bairro Parangaba. Dois suspeitos tentaram fugir, mas foram capturados
FOTO: ALEX COSTA
Um tenente da Reserva do Exército Brasileiro (EB) teve a casa invadida por assaltantes e foi feito de refém, junto de sua família, durante a ação criminosa. O ataque aconteceu na manhã de ontem, na Rua C, do Conjunto Montenegro, no Parque Dois Irmãos.
Quatro dos seis suspeitos foram capturados por uma equipe da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria e Segurança Pública e Defesa Social (Coin), os outros dois ainda estão sendo procurados.
Conforme informações da patrulha RD-1047, do Ronda do Quarteirão, na casa do tenente funcionava também uma pequena padaria. O bando chegou ao local, rendeu um cliente e anunciou o assalto. Eles entraram na casa e conseguiram prender toda a família, em um dos quartos.
Enquanto as pessoas estavam presas e sob a ameaça de serem mortas, caso esboçassem alguma reação, os assaltantes pegaram tudo o que puderam, colocaram dentro o carro do sargento e fugiram no veículo.
Objetos
A Polícia informou que pertences pessoais e diversos eletroeletrônicos, como televisões e um vídeo game, foram levados. No trajeto o bando parou e descarregou os objetos roubados em uma casa, no bairro Maraponga. Dois deles seguiram no Gol, de cor vermelha, que havia sido roubado e em uma motocicleta. No entanto, uma equipe da Coin acabou descobrindo o paradeiro deles e passou a perseguí-los.
O Gol e a moto foram interceptados pelos policiais, na Rua Guará, no bairro Parangaba. Os dois suspeitos ainda conseguiram escalar um muro e pular para dentro de um terreno baldio, mas uma patrulha do Batalhão de Policiamento de Rondas Intensivas e Ostensivas (BPRaio) conseguiu capturá-los. Testemunhas deram conta que antes de pular, os dois homens tinham jogado armas para dentro do matagal.
Com a prisão de parte do grupo, a Polícia conseguiu descobrir o paradeiro de outros dois homens que acabaram localizados em uma casa na Maraponga. Ao todo, quatro homens foram presos, o veículo roubado e os objetos recuperados.
A Polícia está à procura dos outros dois integrantes do grupo de assaltantes. Os nomes dos acusados detidos não foram divulgados pela Polícia.

Paciente é morto com 5 tiros dentro do IJF

INSEGURANÇA
Redação Web

O acusado foi preso em flagrante por uma equipe da PM que estava no local

IJF
Os tiros causaram tumulto no hospital, assustando funcionários e pacientes
FOTO: ARQUIVO
Um paciente do Instituto Dr. José Frota (IJF) foi atingindo com cinco tiros dentro da unidade hospitalar na noite desta terça-feira (15). 
A segurança do hospital informou que o jovem estava internado há cerca de três dias, acompanhado de sua mãe em um corredor, quando um homem invadiu a área e efetuou os disparos. 
A vítima, identificada como Lucivando Silva de Lima, 34, foi enviada de imediato à sala de ressuscitação, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos. O acusado foi preso em flagrante por uma equipe da PM que estava no local.
De acordo com o delegado titular do 34º DP (Centro), Romério Almeida, Lucivando já respondia a crimes como homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Ele estava internado desde a última sexta-feira (11) no IJF, devido a um acidente de trânsito, revelou o delegado.
Ocorrência semelhante 
A cena se assemelha ao ocorrido em agosto de 2013, quando o ex-presidiário conhecido por ´Bill da Paupina´, que era processado por roubo e homicídio, foi assassinado, a tiro, no Instituto Doutor José Frota (IJF), no momento em que ia ser colocado em uma van particular, para retornar para casa depois de receber alta médica.
Mais informações na edição desta quarta-feira (16), do Diário do Nordeste

QUARTETO ASSALTA AGÊNCIA BANCÁRIA EM CATUNDA

Um quarteto fortemente armado de fuzis e pistolas assaltaram a agência do Banco do Brasil, na cidade de Catunda, distante 22km de Santa Quitéria, na tarde desta segunda (14/04), por volta das 15h.
Os quatro homens chegaram na agência bancária e abordaram clientes e funcionários, anunciando o assalto. Os bandidos agiram rapidamente e levaram uma quantia em dinheiro ainda não revelada, de acordo com o que foi repassado pelo CPI (Comando de Policiamento do Interior).
Durante a perseguição aos suspeitos, a Polícia encontrou dois veículos abandonados na estrada: um Honda Civic, na localidade de Cruzeta, distante 50km de Santa Quitéria e um Siena, no município de Monsenhor Tabosa.
A Delegacia de Polícia Civil de Santa Quitéria já está trabalhando nas investigações para identificar os elementos.

Fonte: avozdesantaquiteria

Ex-presidiário corre desesperado ao ser baleado no centro de Quixadá

Quixadá  Um homem baleado correndo pelas ruas, essa foi a cena observada por centenas de pessoas no Centro de Quixadá na tarde desta segunda-feira, 14. A vítima, o ex-presidiário Luiz Carlos Rodrigues da Silva, conhecido pelo apelido de Bilu, 31 anos, havia sido baleada por dois homens numa motocicleta quando estava sentado numa calçada. Bilu foi atingido por dois tiros dos quatro efetuados pela dupla.
A vítima acabou parando nas proximidades do prédio da Prefeitura. Logo depois foi socorrido por uma equipe da Polícia Militar. Segundo o Centro de Operações Policiais Militares (Copom) do 9º BPM, o ex-presidiário demonstrou conhecer os autores dos tiros, mas se negou a identificar a dupla. Ele foi transferido para Instituto José Frota (IJF) de Fortaleza. Foi alvejado no braço esquerdo e no lado esquerdo do tórax.
O repórter da rádio Meio Norte FM, Cleumio Pinto, flagrou em sua máquina fotográfica o momento em que Bilu corria pelo Centro de Quixadá logo após ser baleado.      
Muitas pessoas viram Bilu correndo pelo Centro de Quixadá após ser baleado.

 por 


Esquema vendia soltura de bandidos no Ceará por até R$ 150 mil

Casos ocorrem nos plantões do Tribunal de Justiça, domingos e feriados.
Dois desembargadores estão entre os acusados de manter esquema.
Do G1 CE
O presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, Luiz Gerardo Pontes, admitiu nesta segunda-feira (14), haver a compra de habeas corpus para soltura de presos nos plantões do tribunal. A suspeita é que a venda de habeas corpus ocorre nos fins de semana e nos feriados, durante os plantões do Tribunal de Justiça. Segundo o tribunal, a liminar de soltura era vendida por até R$ 150 mil.
"A palavra esquema é muito forte, temos indícios de que há uma rede organizada para conceder liminares criminais. Dois desembargadores são investigados pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) . Há elementos também que incriminam advogados", diz Luiz Gerardo.
Segundo o Tribunal de Justiça, os indícios de fraudes foram levantados a partir da grande movimentação de advogados que buscam a soltura de clientes nos fins de semana. Em um dia normal de movimentação, o TJ costuma receber 15 pedidos de soltura; nos fins de semana e feriados, esse número sobe para uma média de 70 pedidos.
O Conselho Nacional de Justiça investiga o caso, entre eles, dois desembargadores do Ceará. Os nomes não foram revelados para não atrapalhar as investigações. Ainda segundo Luiz Gerardo, um dos beneficiados no esquema de compra de habeas corpus é Márcio Gleidson, da Silva, preso em 10 de março. Gledson é acusado de matar um policial e o amigo, em junho do ano passado, e também de chefiar quadrilhas de tráfico de droga no Ceará.
O CNJ faz um mapeamento dos casos de solturas sob suspeita. Segundo Luiz Gerardo, o esquema de venda de habeas corpus ocorre no Ceará desde 2011. O mapeamento do Tribunal de Justiça foi concluído para o ano de 2013, quando ocorreram dezenas de irregularidades, segundo o presidente do Tribunal.