domingo, 23 de novembro de 2014

Polícia Civil e Cotar prendem oito acusados de tráfico em Quixadá

Operação Ostentação (1)Quixadá
Uma ação policial realizada por equipes da Polícia Civil e do Comando Tático Rural (Cotar) na manhã deste sábado, 22, denominada “Operação Ostentação”, prendeu oito pessoas, um deles homicida, na cidade de Quixadá. Em poder deles foram encontradas cocaína, crack e maconha, apreendidos dois notebooks, oito telefones celulares, uma balança de precisão e inclusive uma escopeta calibre 12. A Polícia cumpriu mandados de busca e de prisão nos bairros Campo Novo e Renascer, expedidos pelo juiz Fabiano Damasceno Maia.
Segundo a delegada Anna Claudia Nery, titular da Delegacia Regional da Polícia Civil foram presos Adonis Lopes Gonçalves, 25 anos, Cleber Alves de Lima, 28, conhecido por Dedé, Francisco Cleiton do Nascimento, 23, Welington Faustino Gomes, 23, vulgo “Pêra”, seu irmão Uedson Faustino Gomes, 20, Francisco Bruno de Sousa Freitas, 24, vulgo “Bob” e ainda Francisco Evanildo Lima, 36 anos, vulgo “Peixinho” e sua companheira Maria Aurinete Alves Silveira, 36 anos, conhecida como “Neta”.
Os policiais ficaram surpresos com a ostentação de alguns deles, expondo em seus celulares e notebooks boa quantidade de dinheiro, de armas, e até de garotas nuas. Por esses motivos, além do crime de tráfico, responderão também por aliciamento de menores e apologia ao crime. Além das drogas e das armas, juntamente com muito dinheiro, parte dele, R$ 1.100,00 foi apreendido. Contra um dos presos constava também um mandado de prisão em aberto contra “Peixinho”, por um homicídio praticado por ele em 2004 na cidade de Quixadá.
Na operação, as equipes do Cotar e da Polícia Civil também estavam à procura dos autores dos últimos homicídios praticados em Quixadá. Os criminosos, já identificados, não foram localizados, mas a delegada regional Anna Claudia Nery afirmou que as operações irão continuar até a região voltar à tranquilidade. Ela ressaltou a importância da colaboração da população através de denúncias anônimas para o fone (88) 3445.1047.

Morre idosa de 79 anos que foi jogada no chão e chutada durante assalto

Mulher, que era cadeirante, foi agredida no dia 10. Morte foi nesta sexta (21).
Crime aconteceu no Mendes, distrito de São José de Mipibu.

Do G1 RN
Idosa conta que foi jogada no chão e levou chutes dos criminosos  (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)No dia após as agressões, Alaíde relatou como foi espancada (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
idosa de 79 anos que foi agredida durante um assalto na manhã do dia 10 passado em São José de Mipibu, na Grande Natal, morreu nesta sexta-feira (21) no hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim. A confirmação da morte foi dada pelo delegado de São José, Elói Xavier. No dia do assalto, Alaíde Ferreira Neves da Silva foi espancada após os criminosos só encontrarem R$ 30 na casa dela.
O filho de Alaíde, Joaquim Ferreira Peres, pediu que a polícia mantenha as investigações para localizar e prender os assaltantes. "Acredito que minha mãe morreu por causa das pancadas que ela recebeu dos bandidos. Ela foi covardemente arrastada da sua cama e jogada no chão como se fosse uma coisa qualquer. Recebeu chutes nas costelas, foi pisoteada. Por causa do que eles fizeram com minha mãe, ela está morta e queremos justiça", falou.
No dia 11, em entrevista à Inter TV Cabugi, Alaíde Silva lembrou detalhes da ação dos criminosos. "Me jogou no chão e começou a me chutar com os pés".
A ocorrência registrada na Delegacia de Polícia de São José de Mipibu diz que dois homens chegaram na casa da vítima - um imóvel de taipa que fica na zona rural do município - e a chamaram no portão. Uma neta da idosa abriu a porta e os homens entraram e anunciaram o assalto.
A senhora - que estava deitada - foi jogada no chão e levou chutes dos criminosos. De acordo com a polícia, um dos homens estava armado e o tempo todo pedia o dinheiro do seguro. "Eles quebraram coisas da casa, como copos, pratos, reviraram tudo e encontraram apenas R$ 30", disse o agente de Polícia Civil Wellington Barbosa.  Na delegacia, a família informou que de fato um filho da idosa morreu em 2003 de acidente de carro, mas que ninguém recebeu nenhum seguro.
A Polícia Civil do Rio Grande do Norte informou que a neta da idosa não conseguiu passar as características dos assaltantes e os dois continuam foragidos.

Equipe da Regional de Quixadá prende mandante do crime contra o capitão

DIEGO CABEÇÃO.1 copy

Quixadá
A delegada Ana Claudia Nery e sua equipe conseguiu na tarde desta sexta-feira, 21, prender o suposto mandante do crime contra o capitão Joaquim Soares ocorrido no ultimo dia 12 no bairro do Campo Velho em Quixadá.
A prisão de Diego Tomé Maciel, 23 anos, conhecido popularmente por “Cabeção”, aconteceu entre as cidades de Quixadá e Quixeramobim, é o principal acusado de ter encomendado o roubo da arma do Capitão Joaquim Soares Leite. Segundo a Dr. Ana Claudia, durante o depoimento dos dois indivíduos acusados de matar o PM, os mesmos disseram que tinham sido contratados pelo Diego para roubar a arma do Capitão. Ainda no depoimento o menor envolvido disse que Diego tinha pagado uma quantia de 50 g de craque para pagamento pela arma do policial.
Após a prisão, Diego foi conduzido para o IML de Quixeramobim para fazer o exame de corpo delito. Logo em seguida foi levado para a cadeia pública de Quixadá. Segundo informações da PolíciaCivil o mesmo nega as acusações. 
Sertão é Noticia

Bebê baleada

'Pedi a Deus pra não tirá-la de mim', diz mãe de bebê baleada; veja vídeo

Renata da Rocha relatou momentos de terror que passou nesta sexta (21).
Maysa Rafaely passa bem após cirurgia em Natal; pulmão dela foi perfurado.

Camila TorresDo G1 RN
 "Só pedi a Deus pra não tirá-la de mim porque é a única coisa preciosa que eu tenho". A frase é de Renata Silva da Rocha, de 19 anos, mãe da bebê baleada dentro de um ônibus na noite desta sexta-feira (21) em Natal. Maysa Rafaely da Silva Nascimento, de 1 ano e 5 meses, foi atingida no abdômen. A bala perfurou o pulmão e o diafragma dele e ainda quebrou uma costela.
"Foi horrível. Graças a Deus quem estava dentro do ônibus nos ajudou. Um rapaz tirou a camisa e colocou no ferimento dela. Todo mundo foi para o meio da pista pedir carona para levarmos ela para o hospital. Pedi ajuda aos policiais porque seria mais rápido com a sirene. Senti muito medo porque a todo momento ela parava de respirar, ficava pálida de tanto sangue que já tinha perdido. Só pedi a Deus pra não tirá-la de mim porque é a única coisa preciosa que eu tenho", disse Renata Rocha.
Segundo Renata, Maysa passa bem após a cirurgia. "Ela está bem, respondendo bem às medicações. Ela passou pela cirurgia e agora está bem. Se Deus quiser, ela vai para casa logo, correr e brincar como ela sempre fez".
Após tentarem atendimento no hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, Renata e Maysa foram encaminhadas para o pronto-socorro Clóvis Sarinho, onde passaram por cirurgia. "Eu passei o resto da madrugada com ela. Hoje pela manhã ela já acordou, já chamou mamãe e já deu um sorriso. Isso me deixou muito feliz", comentou Renata.
Mãe e filha voltavam do jogo entre América e Náutico, válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. As duas estavam com Marcos Murilo, marido de Renata e pai da menina. A bala ainda atingiu o braço de Renata.
Toda essa situação deixou Renata e a família ainda mais apreensivas com a insegurança. "Eu não sei nem o que falar, a gente não tem segurança. Se está dentro de casa é assaltado do mesmo jeito, se sai, acontece o que aconteceu", concluiu.
Até a tarde deste sábado (22), a polícia do Rio Grande do Norte ainda não tinha pistas sobre o autor dos disparos. A principal linha de investigação é o caso seja mais um de rixa entre torcidas organizadas.
Janelas do ônibus foram estilhaçadas pelos tiros (Foto: Divulgação/Polícia Militar)Janelas do ônibus foram estilhaçadas pelos tiros (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

sábado, 22 de novembro de 2014

Morre Seu Lunga, sucateiro que se tornou um personagem da cultura nordestina

LUTO

Sucateiro que morava em Juazeiro do Norte, famoso por seu mau humor, morreu em decorrência de um câncer no esôfago

seu lunga
LUCAS DE MENEZES / AGÊNCIA DIÁRIO
O sucateiro que se tornou um personagem da cultura popular nordestina, Joaquim Santos Rodrigues, conhecido como "Seu Lunga", morreu hoje pela manhã, por volta de 9h30, aos 87 anos, em decorrência de um câncer no esôfago. Ele estava internado no hospital São Vicente, em Barbalha. Seu Lunga morava com a esposa Carmelita Rodrigues Camilo e foi desse matrimônio que nasceram 13 filhos. Desses, há 11 vivos. Dois deles morreram em
decorrência do mesmo problema do pai.
Biografia
Joaquim dos Santos Rodrigues nasceu em 18 de agosto de 1927, no Sítio Gravatá no município de Caririaçu, e viveu a infância com os pais e sete irmãos no município de Assaré. Recebeu um apelido por uma senhora, que era vizinha, e passou a chamá-lo de Calunga, que mais adiante se reduziu para Lunga. Com 16 anos de idade foi morar no município de Juazeiro do Norte. Casou em 1951 e tornou-se pai de treze filhos. Lunga era dono de uma sucata em Juazeiro do Norte que vendia de tudo, desde aparelhos de televisão a frutas.
Processo
Em 2011, Seu Lunga venceu um processo contra o cordelista Abrahão Batista, que utilizava o apelido do sucateiro em suas publicações. "Eu não desejo nenhuma indenização. Quero somente que ele deixe de escrever mentiras em meu nome", disse, à época, ao Diário do Nordeste. Abrahão publicou o cordel com o título "As histórias de Seu Lunga, o homem mais zangado do mundo", que narra frases e respostas atribuídas ao comerciante. 
Boatos
Em 26 de julho de 2013, Seu Lunga enfretou boatos que circularam na internet de que ele havia sido assassinado. Em entrevista ao Diário do Nordeste, respondeu ao estilo que o fizeram famoso: “Quero saber quem é o ‘fela da puta’ que disse isso. Agora vou viver mais 100 anos!”, desabafou.

Presos soltam as algemas e tentam fugir em Jaguaribe

Aracati
Caçadores encontram ossada humana
Dois homens que caçavam, encontraram, na manhã de ontem, no município de Aracati, uma ossada humana. Os ossos são compatíveis ao tamanho de uma criança. A Polícia investiga se a ossada pertence ao menino José Lucas Pereira Queiroz, 3, desaparecido há 4 meses
Jaguaribe
Presos soltam as algemas e tentam fugir
Dois presos que estavam sendo levados para o presídio, no município de Jaguaribe, soltaram as algemas, ainda dentro da viatura, e saíram correndo quando as portas do veículo foram abertas. No entanto, a fuga durou poucos minutos, pois os dois foram recapturados logo em seguida.
Traficantes
Polícia captura dupla e apreende drogas
Policiais da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas, em parceria com agentes da Coordenadoria de Inteligência (Coin), prenderam um homem e uma mulher acusados de tráfico de drogas na Avenida Perimetral, em Fortaleza. Com a dupla foram apreendidos cerca de 2kg de cocaína e R$ 5 mil.
Decisão
TJ nega liberdade a acusado de homicídio
A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará negou habeas corpus para Eder Ferreira dos Santos, acusado de homicídio duplamente qualificado. O crime ocorreu, em 2013, no bairro Maraponga, na Capital. A decisão teve a relatoria do desembargador Mário Parente Teófilo Neto.
Itapajé
Suspensa liminar para ampliar cadeia
O presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) desembargador Luiz Gerardo Brígido, suspendeu, ontem, liminar que obrigava o Estado a ampliar a Cadeia Pública do Município de Itapajé, remover presos condenados e providenciar a lotação de dois policiais militares.

Quadrilha ataca agência dos Correios no Centro e faz reféns

TIROTEIO

Grupo interestadual portava armas de fogo e disparou em avenida contra a Polícia; um homem ficou ferido

Image-0-Artigo-1746689-1
Agência dos Correios fica localizada em cruzamento bastante movimentado do Centro da Capital, entre as avenidas Duque de Caxias e Tristão Gonçalves; criminosos efetuaram disparos em plena via, deixando um ferido
FOTO: KIKO SILVA
Image-1-Artigo-1746689-1
Coronel F. Souto ao lado de Mário Pinheiro da Silva, maranhense, detido pelo segurança da agência
Quatro homens armados atacaram a agência dos Correios localizada na esquina das avenidas Duque de Caxias e Tristão Gonçalves, no Centro de Fortaleza, no fim da tarde de ontem. Eles fizeram duas mulheres de reféns e efetuaram disparos contra a Polícia. Um comerciante foi atingido por um dos tiros.
A ação aconteceu, de acordo com a Polícia, por volta das 16h30 de ontem. Segundo o comandante da Área Integrada de Segurança (AIS) 1, coronel PM Francisco Souto, os quatro homens chegaram na agência e renderam o segurança.
"Eles tomaram a arma do funcionário e exigiram o dinheiro dos caixas. Enquanto a gerente tirava o dinheiro, fomos acionados", disse o coronel.
Com o roubo ainda em andamento, a patrulha 5571 da 1ª Cia do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), composta pelo sargento Themio e os soldados Iharly e De Paula, chegou ao local. Com a presença policial, os assaltantes decidiram fazer reféns.
"Os criminosos nos viram e, quando saíram da agência, já traziam duas mulheres como reféns", relembrou o sargento.
O vigilante, então, entrou em luta corporal e conseguiu deter um dos homens, identificado como Mário Pinheiro da Silva, natural de São Luís, no Maranhão. Com ele, foi apreendida uma pistola calibre ponto 40.
"O vigilante apresentava lesões no rosto, oriundas da luta que teve contra o suspeito", disse o policial, exaltando a coragem do segurança.
Fuga
Enquanto Mário e o vigilante da agência duelavam, os outros três integrantes do grupo criminoso fugiram em um Honda City de cor prata e placas HXG-4631. Segundo o delegado titular do 34º DP (Centro), Romério Almeida, o veículo é roubado.
Para trás, os criminosos deixaram uma mochila contendo três munições intactas de calibre ponto 40, dentro da agência dos Correios. O dinheiro exigido e retirados dos caixas da agência dos Correios também não foi levado pelos membros do grupo .
Na fuga, o trio ainda efetuou disparos em plena Avenida Tristão Gonçalves. Uma escola foi atingida e ostentava as marcas dos projéteis na fachada.
Um comerciante, que fechava as portas do estabelecimento comercial em que trabalha na avenida durante o assalto, foi atingido por um dos tiros no quadril. Segundo a Polícia, Elias Amaro Sabóia, 30, foi socorrido e não corre risco de morrer.
"Como os assaltantes levavam duas reféns, e fugiram em uma avenida extremamente movimentada do Centro da cidade, nós não respondemos aos disparos, temendo pela integridade física das mulheres, que passaram a ser nossa prioridade", explicou o sargento Themio, que atendeu à ocorrência.
Foi solicitado apoio de patrulhas do Batalhão de Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e de aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) para acompanhar a perseguição ao veículo utilizado pelos assaltantes. O carro foi abandonado na rua Soares Bulcão, bairro Monte Castelo, já próximo à sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Dentro do veículo, foi encontrada a arma tomada do segurança da agência, além de munição.
As duas reféns foram deixadas em um posto de combustíveis na Avenida Bezerra de Menezes. Elas não sofreram ferimentos, segundo a Polícia.
Interestadual
Com Mário Pinheiro preso, a ocorrência foi encaminhada ao 34º DP. Junto com o homem, o veículo abandonado, o revólver, a pistola e as munições encontradas também foram levados. Policiais descobriram que o grupo havia se reunido em uma residência na Avenida Osório de Paiva para orquestrar a ação.
A quadrilha, segundo os investigadores, é composta por outro maranhense, identificado como Valmir Sousa, o 'Gordo', além do paraense identificado apenas como 'Pikachu'; e de um potiguar, conhecido como 'Vovô'. Este último, segundo o coronel F. Souto, teria sido apontado como autor do roubo do veículo usado pelo grupo na ação. Até o fechamento desta edição, os outros três integrantes da quadrilha interestadual ainda estavam foragidos. Diligências eram realizadas pela Polícia para encontrá-los.
Levi de Freitas
Repórter